sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

O Mestre

(Para ampliar, "clicar" na imagem)
O Júri e o candidato: Professores Doutores Nuno Ferreira, Jorge Semedo de Matos, Francisco Contente Domingues, António Costa Canas e Inácio Guerreiro.

Realizou-se hoje na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa a dissertação de Mestrado do nosso camarada OCeano ARC, subordinada ao título “A CARTOGRAFIA PORTUGUESA DO SÉC XVIII”.
A apresentação, brilhante, foi um prazer para quem teve o privilégio de a ela assistir.
O júri teceu-lhe os maiores encómios, atribuindo-lhe a classificação de 19 valores. Segundo o mesmo júri, foi esta a melhor classificação atribuída (ex-equo) naquela faculdade a uma defesa de tese de mestrado.
Outra coisa não seria de esperar deste nosso camarada, cujas capacidades intelectuais e de trabalho, determinação, curiosidade científica e polivalência mais uma vez aqui foram sobejamente demonstradas.
O “Água aberta ... no OCeano” apresenta ao ARC as maiores felicitações e votos de que tão cedo não pare.

O candidato com a Professora Doutora Ana Margarida Arruda e o Almirante Macieira Fragoso.

9 comentários:

O Fernão disse...

Muitos Parabéns
Pena foi que eu não tivesse sabido que ia acontecer

O Luís Silva Nunes disse...

Os meus parabéns ao novo Mestre. Tive o prazer de assistir à apresentação e fiquei impressionado com a clareza da exposição e a capacidade de tornar muito
interessante um assunto que poderia parecer, à primeira vista e para os leigos, menos atractivo. Um dos membros do júri classificou esta tese como um documento imprescindível para quem , no futuro, quiser estudar a cartografia portuguesa do Séc XVIII. Resta acrescentar que a assistência incluiu uma numerosa e diversificada representação da Marinha, mostrando o apreço e prestígio que ARC goza no seio da corporação.

O Nunes da Cruz disse...

Fui um dos privilegiados assistentes a esta magnífica exposição, numa sala (cheia) da Faculdade de Letras de Lisboa, onde os OCeanos presentes constituíam a grande maioria da representação da Marinha.
Fazendo minhas as palavras do LSN, que já disse quase tudo, resta-me deixar aqui um grande abraço de felicitações ao nosso camarada e (bi)Mestre ARC pela sua carreira profissional e académica, cujo ponto alto de ontem só surpreendeu quem não tem acompanhado minimamente a sua actividade.

O Allen disse...

Um abraço de parabens.Um brilhante Vicentino.

O Jorge Goncalves disse...

Um enorme abraço de parabéns ao novel e mui douto mestre.
Pena não ter sabido pois teria imenso prazer em ir beber a lição do Mestre Costa.
Espero ser convidado para a dissertação de doutoramento...

O Orlando Temes de Oliveira disse...

Se todos os que não sabiam tivessem ido, não cabiam na sala!
Se a apresentação foi muito bem ainda melhor foram as respostas. E tudo muito clarinho e datado que era para militar perceber. E até eu percebi e muito aprendi. Obrigado ARC.

O Ferreira da Silva disse...

Parabéns meu caro. Gostava de ter ssistido.

O speedy disse...

Parabéns ao novo Mestre. Aliás do “Costinha”não seria de esperar outra coisa. Os OCeanos podem orgulhar-se de terem um mestre no curso. Pena não ter sabido com antecedência, porque seria mais um OCeano a estar presente.

O J. Teixeira de Aguilar disse...

Tive a sorte de poder estar presente e testemunhar em directo a grande qualidade, a facilidade de expressão, a profundidade do saber e também a invejável simplicidade do nosso camarada Rodrigues da Costa. Não foram novidade para mim, mas é sempre agradável ver esses atributos demonstrados e devidamente reconhecidos. Um 19 não é para todos, como um segundo mestrado o não é também. O nosso curso bem se pode e deve orgulhar de contar este duas vezes mestre entre os seus. Parabéns, uma vez mais.